Conteúdo

FURTARAM UM CANHÃO DO BALUARTE DO SOCORRO NA FORTALEZA DE VALENÇA

6 de junho de 2022
Valença voltou a ser alvo de roubo e vandalismo, na madrugada de domingo (dia 5 de junho) para segunda-feira (dia 6).
Valença voltou a ser alvo de roubo e vandalismo, na madrugada de domingo (dia 5 de junho) para segunda-feira (dia 6). No Baluarte do Socorro, junto à Pousada de S. Teotónio, foi furtado um canhão do reinado de D. João V, pertencente ao Arsenal Real do Exército, 7-1-16, do séc. XVIII.

Trata-se de um magnífico exemplar de armamento bélico, que estava exposto no Baluarte do Socorro, no interior da Fortaleza de Valença.

Ao que tudo indica, o canhão foi arremessado muralha abaixo, para um patamar intermédio, e novamente atirado para o fosso da fortaleza, onde terá sido recolhido e transportado.

Este é roubo que abrange o património móvel nacional existente na fortaleza de Valença. 

O Município participou a ocorrência à GNR sendo que foi acionada, de imediato, a Polícia Judiciária que já esteve no local a recolher provas.

O Presidente da Câmara Municipal de Valença, José Manuel Carpinteira mostrou-se profundamente revoltado e indignado com mais um situação de roubo / vandalismo na cidade, sendo que desta vez se trata de um elemento de incalculável valor histórico e patrimonial. 

Entretanto, os restantes canhões existentes na fortaleza foram retirados e guardados, para prevenir uma nova tentativa de furto.

Adicionar comentário